quinta-feira, 28 de agosto de 2008

Embratel vai levar Internet a 12.000 pontos remotos do País

O Ministério das Comunicações e a Embratel assinaram na última terça-feira (26) o contrato para difusão da internet banda larga a 12 mil pontos distantes do País. A Embratel lidera o consórcio Conecta Brasil Cidadão, do qual fazem parte outras três operadoras, e venceu a licitação do Gesac (Governo Eletrônico – Serviço de Atendimento ao Cidadão) criado para expandir o acesso à internet no Brasil, com o lance de R$ 3,3 milhões.

Foram priorizados locais com baixo Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) em 4.214 municípios. De todos os pontos que receberão o acesso em banda larga, dois terços são escolas públicas e o restante é de telecentros. A transmissão será feita via satélites C1 e C2, com velocidade que varia de 256 Kbps a 8 Mbps e deve atingir, entre outras localidades, aldeias indígenas de Roraima, Acre e Amazonas, a base brasileira na Antártida e o arquipélago de São Pedro e São Paulo (o ponto mais distante do território, a mil quilômetros da cidade de Natal).

"Os pontos de presença são locais abertos ao público, compostos por computadores, impressoras e acesso à Internet de uso totalmente gratuito.”, afirma José Formoso, presidente da Embratel, que assinou o contrato para prestação do serviço durante encontro com o Ministro das Comunicações Hélio Costa.



Um comentário:

X5 disse...

O Super 15 (que está em algums posts abaixo) é a maior PIADA que ja ouvi e vi na vida...