terça-feira, 19 de agosto de 2008

Banda larga gratuita melhora ensino público, diz governo


São Paulo, 18 de agosto de 2008 - O uso de banda larga melhorou o rendimento dos alunos da rede pública de ensino, diz o governo federal. A avaliação é Ministério das Comunicações (Minicom) com base nos resultados obtidos com o projeto Tiradentes Digital, que faz parte do programa federal Cidades Digitais, que começou a funcionar em 2006 e levou conexão gratuita à internet para os sete mil habitantes daquela cidade.

O projeto Tiradentes Digital cobre o centro histórico e alguns bairros da cidade mineira com uma rede de comunicação sem fio. Até o momento, cinco escolas da rede pública recebem o serviço, sendo duas na zona rural. Segundo a coordenadora pedagógica do projeto, Magda Marostegan, a banda larga melhorou a qualidade da educação no município.

"A gente constata o interesse das crianças. A freqüência é de quase 100% dos alunos todos os dias. Praticamente não temos evasão e o desempenho está melhorando a cada dia”, afirma. Ela também aponta que cerca de 90% dos professores já fizeram cursos de informática educacional e novas mídias.

Cada laboratório das escolas possui em média dez computadores. O Minicom planeja atingir até 2010 com o projeto cerca de 55 mil escolas públicas urbanas do país, o que representa 80% dos alunos da rede. O Tiradentes Digital é uma parceria com o ministério, a prefeitura e Universidade Federal de Ouro Preto, e algumas empresas privadas.

Da Redação

2 comentários:

Licínio Filho disse...

Cara, em 1997 trabalhei em uma escola pública que havia recebido vários computadores, que ficavam trancadosa sete chaves em um laboratório...Já não atuo na rede pública de ensino,mas parece que as coisas mudaram pouco.
Abraços.

Licínio Filho disse...

Cara, em 1997 trabalhei em uma escola pública que havia recebido vários computadores, que ficavam trancadosa sete chaves em um laboratório...Já não atuo na rede pública de ensino,mas parece que as coisas mudaram pouco.
Abraços.