segunda-feira, 6 de outubro de 2008

Governo britânico pode monitorar e-mails e telefonemas

LONDRES - Ministros do governo britânico estão considerando gastar 12 bilhões de libras (US$ 21,3 bilhões) em um banco de dados para monitorar e armazenar os hábitos de navegação na internet, e-mails e chamadas telefônicas de todos os cidadãos da Grã-Bretanha, apontou a edição deste domingo do jornal The Times.

Segundo a reportagem do jornal, o órgão de espionagem do governo já recebeu 1 bilhão de libras para financiar a primeira parte do projeto.

O sistema consistiria, inicialmente, no monitoramento de clientes das duas maiores empresas de internet e telefonia celular da Grã-Bretanha, a British Telecom (BT) e a Vodafone, disse o jornal.
O MI5 (serviço secreto britânico) já conduz interceptações limitadas de email e websites, que são aprovadas pelo secretário de Assuntos internos do governo. Mais detalhes do plano serão informados no próximo mês em um discurso da rainha, apontou a publicação.

O governo britânico afirmou que nenhuma decisão sobre a iniciativa foi tomada, mas fontes apontaram que os ministros concordaram "em princípio" com o programa de monitoramento. Segundo o Times, os oficiais afirmam que o sistema é necessário para o combate ao crime e ao terrorismo, mas críticos questionam se um sistema tão vasto pode ser mantido seguro.

(Terra)

Nenhum comentário: